TABLÓIDE FLUMINENSE ENTREVISTA: ALEXANDRE TELLES



É muito comum ver jovens ingressando na política cada vez mais cedo e na Região Sul Fluminense não poderia ser diferente. Os "jovens políticos" estão cheios de garra para as próximas eleições, com novas ideologias, um novo jeito de se comunicar e parece que deixam pra trás os vícios de profissão mantidos pelos "velhos políticos se sempre". 
Um destes novatos que tem chamado muita atenção nos últimos tempos, chama-se Alexandre Telles,  tem apenas 20 anos e parece até agora, ser o mais jovem concorrente às eleições municipais de Volta Redonda (RJ).

Filiado ao Partido dos Trabalhadores, Alexandre atua como coordenador de Formação Política da Juventude do PT/VR, é 1º Diretor de Universidades Pagas da União Estadual dos Estudantes, coordenador geral do Diretório Central dos Estudantes do UniFOA, coordenador regional (ES/RJ) e nacional da Direção Executiva Nacional dos Estudantes de Medicina. Tão jovem, com tantas experiências e responsabilidades, o rapaz ainda consegue tempo para atuar no Conselho Municipal de Juventude de Volta Redonda e no Conselho Municipal de Saúde.
Nesta entrevista informal ao Tablóide Fluminense, você irá conhecer o Alexandre por trás de todos estes títulos e entender o que realmente o jovem voltaredondense pensa sobre a política local.


TF : Como você começou a se interessar por política?

Alexandre Telles : Meu interesse pela política vem desde cedo, iniciando-se com o intuito de tentar promover mudanças na nossa sociedade, meu ingresso de fato na militância se deu ao entrar para o movimento estudantil, atualmente estou atuando como diretor da União Estadual dos Estudantes do Rio de Janeiro e foi através das lutas nas universidades, na UNE, que aos poucos fui formando meu espírito contestador, posteriormente, por questões ideológicas, ingressei no Partido dos Trabalhadores atuando especialmente em sua juventude. Outro setor que ingressei logo cedo foi na militância do movimento de saúde, atuando em debate e fóruns pela ampliação e melhoria do acesso à saúde, que deve ter um foco especial na parcela jovem de nossa população.

TF : Quais as políticas públicas para a juventude você acha que são necessárias em Volta Redonda?

Alexandre Telles : Atualmente temos visto um investimento escasso em juventude por parte do poder público municipal, vemos alguns investimentos pontuais, mas é inexiste uma política pública para juventude, que promova atividades de lazer, esportes, saúde, educação e cultura. 
Estou compondo o Conselho Municipal de Juventude da cidade e atualmente nenhuma verba é destinada a este órgão de controle social e muito menos para a Coordenadoria da Juventude, assim fica nítido que a juventude esta relegada ao segundo plano. 
Defendemos que exista em nossa cidade a educação em tempo integral na rede municipal de ensino, com atividades esportivas e culturais ocupando todo o dia dos jovens, além disso, acreditamos que devem existir projetos de desenvolvimento da cultura do Vale do Paraíba, com uma atenção especial dada aos jovens, assim como na parte esportiva.
Acreditamos que somente com o crescimento econômico da nossa cidade podemos criar empregos de qualidade para a juventude e, para tais empregos, devemos lutar pela expansão do ensino técnico público e também das universidades federais e estaduais em nosso município. É preciso que se debatam também as questões da tecnologia com incentivo a este setor pelo poder público, além disso, ampliar e fomentar o debate sobre software livre, por exemplo.

TF : Qual o seu diferencial dos políticos ditos "velhos"?

Alexandre Telles : Acredito que quando falamos de “velhos” políticos estamos falando das práticas tão condenadas pela sociedade, como, por exemplo, o reajuste abusivo aprovado pelos atuais vereadores no valor de 52% para os próprios, as políticas de favorecimento e extremamente personalistas, agora diminuem o percentual para enganar a população em ano eleitoral. A nova cultura política que defendemos e que milito é uma política que contemple a construção coletiva e transparente, acredito que o mandato tem que estar integralmente a serviço da sociedade e para isso é preciso que ele esteja nas ruas, nas praças, em todos os lugares, dialogando com a população. Além disso, acredito que um mandato jovem não é baseado apenas na idade do parlamentar e sim em suas propostas concretas para este segmento, por exemplo, vemos por ai muitos jovens políticos com idéias arcaicas.


TF : O que você acha sobre o aumento do salário dos vereadores?

Alexandre Telles : " Como sempre falo, o mandato deve estar a serviço da população. Sendo assim, não é aceitável, enquanto outros segmentos recebem percentuais de reajustes bem menores, que os parlamentares votem seu reajuste. Pode ser legal, mas não é moral ! "


TF : Você acha que a juventude pode mudar o cenário político?

Alexandre Telles : A juventude em diversos momentos da nossa história foi protagonista de grandes processos de transformação social, junto com outros segmentos da população e movimentos sociais, como as diretas já, fora Collor, por exemplo. O empoderamento da juventude que defende políticas de distribuição de renda, transformações sociais, ampliação de investimento em educação e saúde e principalmente que se preocupa e cobra transparência e responsabilidade do poder público será fundamental para que possamos melhorar nossa cidade.

TF : Volta Redonda nas próximas eleições poderá ter mais jovens ativos como antigamente existia no Brasil?

Alexandre Telles : Esse é o momento para que ocorra o empoderamento da juventude em nosso município, jovens estes que devem ser protagonistas nas transformações sociais em nossa cidade, com mandatos transparentes e participativos que foquem realmente nas demandas populares, em todos os bairros da cidade.

3 ✎ Comentários :

Antônio Cesar disse...

O resto da juventude bem que poderia seguir o exemplo desse rapaz e trabalhar, invez de ficar no baile funk e na droga.

Romenique Marcos disse...

com maior integração da juventude na politica e com bons representantes jovens, como alexandre, a concepção de juventude, cultura local, saúde e educação será digna, respeitada por toda população

João Pedro disse...

Esse tem meu voto, e isso que Volta Redonda precisa !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...