Movimento Livro Livre

>> em www.blogresende.blogspot.com

Adorei a ideia do Movimento Livro Livre. Sábado passado foram deixados no calçadão de Resende centenas de livros, quem se interessasse poderia pegar, levar para casa, ler e depois ou devolver ou passar para outro leitor. Bem... pelo o que entendi todo sábado ficará no calçadão (em frente ao Bradesco) uma estante do Movimento Livre Livre, na qual poderão ser encontrados livros para distribuição gratuitamente e sem necessidade de nenhum cadastro: é só chegar e pegar. É uma oportunidade também para quem tem livros em casa e não sabe como ou para quem doar. Para doar basta levar os livros e deixá-los ao lado da estante do Livro Livre.

A ideia é boa e vem em momento muito oportuno, afinal Resende precisa muito de pessoas e lugares dedicados à leitura, uma vez que a Prefeitura simplesmente fechou, eliminou, sucateou e extinguiu a Biblioteca Municiopal que foi defenestrada do antigo espaço Z. O Movimento Livro Livre dá uma lição à Prefeitura: por mais esforço que seja feito para se eliminar a vida inteligente em Resende, ela sobrevive e se multiplica.

Transcrevo abaixo o Manifesto do Movimento Livro Livre.


>> Manifesto Livro Livre (manifesto dos manifestos)

A história de todas as sociedades que existiram até os nossos dias é a história da luta de classes. Homens livres e escravos, patrícios e plebeus, senhores e servos, mestres e oficiais, numa palavra: opressores e oprimidos, [1] e a mais negra e medonha força opressiva, a mais tétrica manifestação de submissão condensa-se na relação Estante x Livro!

Quando na clausura das prateleiras empoeiradas, a literatura fica enaltecendo a imobilidade pensativa, o êxtase e o sono. Nós queremos exaltar o movimento agressivo, a insônia febril, o passo ginástico, o salto mortal. Nós queremos cantar o amor ao perigo, o hábito à energia e à temeridade. [2]

Não pode haver esta escravidão de estantes no mundo moderno, contemporâneo, com novas formas da indústria, da viação, da aviação. Postes. Gasômetros. Laboratórios e oficinas técnicas. Vozes e tics de fios e ondas e fulgurações. Estrelas familiarizadas com negativos fotográficos. O mundo atual exige Filósofos fazendo filosofia, críticos, critica. A Poesia para os poetas. Alegria dos que não sabem e descobrem [3] e claro! Livros sendo lidos!

Urge (e urramos!) livros libertos, soltos dos grilhões enferrujados da preguiça e comodidade que amordaçam com os nós górdios do marasmo intelectual as palavras no limbo funesto de páginas fechadas em livros enfileirados nas estantes, encaixotados sob a cama ou perdidos nos armários, lentamente devorados por traças, soterrados por poeira e ácaros, inertes, infecundos, prostrados e apáticos.

Socorram estas singelas folhas de papel, impressas, cortadas, dobradas e reunidas em cadernos! Liberdade às palavras! Circulação imediata às idéias! Independência aos vocábulos. Transgressão. Ousadia cerebral. Afinco alfabetizador. Horror à ignorância. Não à falta de livros. Não à falta de vida.

Por isso convocamos todos os ex-proprietários de livros, cidadãos e humanos de boa fé a compartilharem o conhecimento que lhes farta, lhes empanzina as estantes e lhes priva a alma da comunhão com o saber. Abasteçam os “depositórios de livros”, os totens do Livro Livre! Doem os livros que clamam por ser lidos. Deixem que eles cumpram sua missão na Terra: serem lidos.

Obs.: Se erramos, tropeçamos na língua pátria ao longo deste raivoso manifesto, foi porque nos roubaram os livros, no-los negaram, foi porque nunca tivemos gramáticas, nem coleções de velhos vegetais. E nunca soubemos o que era urbano, suburbano, fronteiriço e continental. Preguiçosos no mapa-múndi do Brasil. [4]

[1] – Manifesto Comunista, 1848, Karl Marx e Friedrich Engels
[2] – Manifesto Futurista, 1909, Filippo Tommaso Marinetti
[3] – Manifesto Pau-Brasil, 1924, Oswald de Andrade
[4] – Manifesto Antropofágico, 1928, Oswald de Andrade (este gostava de fazer manifestos)



Resende, dezembro de 2009.
Movimento Livro Livre
livrolivre@terra.com.br

(Washington Lemos)
http://www.wml.blog-se.com.br









(Fotos: Jenny Faulstich)
www.jennyal.com.br
www.poesiacoracaodepedra.blogspot.com

0 ✎ Comentários :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...