AVANÇOS NOS PROJETOS PESQUEIROS E AQUÍCOLAS PARA ITATIAIA E RESENDE‏

INSTITUTO AGULHAS NEGRAS (INAN) AVANÇA E PROMOVE UM GRANDE ENCONTRO DO NUPA SUDESTE II, BUSCANDO PARCERIAS E PROMOVENDO APOIO AOS PROFISSIONAIS DA PESCA E AQUICULTURA EM ITATIAIA E RESENDE. 



Foi realizada no último dia 12, nas instalações da UNESA - Universidade Estácio de Sá, Campos Resende/RJ, com a presença de membros do INAN, NUPA e convidados, a segunda reunião da Rede Ambiental do NUPA Sudeste II. Na ocasião, o coordenador do NUPA Sudeste II, Sr. Edson Lopes Guedes, apresentou o programa NUPA aos presentes enfatizando que o programa é o mais completo no que se refere à interação entre os piscicultores e os núcleos de pesquisa reforçando a importância da interiorização da pesca na região. 

Também presente, o Secretário de Ordem Pública do município de Itatiaia, Nilson Neves, enfatizou a importância do potencial turístico da região para a piscicultura bem como da criação de um programa de incentivo à Piscicultura Familiar no município de Itatiaia. Já Roberto Rodrigues Rocha, Presidente da Colônia de Pesca Z-25, informou que os pescadores pertencentes à Colônia de Pescadores estão inscritos no PRONAF e ressaltou a dificuldade de se obter Licença Ambiental para a atividade de piscicultura, falou também da falta de organização da piscicultura na região, onde o pescador amador faz concorrência desleal com os pescadores licenciados; do nível de poluição do Rio Paraíba do Sul e da necessidade de se realizar um levantamento das espécies existentes na Represa do Funil. Edino Camoleze, Diretor de Projetos e Presidente interino do INAN, informou que acessou projetos onde objetiva-se ativar e atender as necessidades da colônia de pescadores através do Clube da Pesca centralizando todas as ações no sentido de profissionalizar os pescadores. Edson enfatizou a autonomia do NUPA e da necessidade de marcar uma agenda mínima com as prefeituras de Resende e Itatiaia.

Hugo Fogliani também informou que o NUPA pretende trabalhar de forma ampla, da produção até a mesa do consumidor, que o Núcleo está desenvolvendo um Planejamento Estratégico através da realização de uma pesquisa com os pescadores e piscicultores, onde, através do resultado desta pesquisa, irá desenvolver um diagnóstico e traçar um Plano de trabalho. 

O encontro foi muito satisfatório segundo todos os presentes, inclusive pelo Sr. Ilson Ferreira, Diretor Acadêmico da Universidade Estácio de Sá, que agradeceu a oportunidade de participar do projeto e colocou à disposição as instalações da UNESA como um posto avançado do INAN no processo de desenvolvimento do projeto do NUPA SUDESTE II. 

“Os Núcleos de Pesquisa Aplicada à Pesca e Aqüicultura foram criados em 2006, por meio de um termo de cooperação técnica entre o Ministério da Educação (Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica) e a então Secretaria Especial de Aquicultura e Pesca. Estes Núcleos são sediados em instituições da Rede Federal de Educação Profissional Científica e Tecnológica e têm como princípios a inclusão social, a sustentabilidade ambiental, a segurança e soberania alimentar, a equidade e ética, e o reconhecimento e fortalecimento das culturas das comunidades tradicionais. Os Núcleos têm por finalidade a promoção e o desenvolvimento da política para a formação humana na área da pesca marinha, interior, continental e aqüicultura familiar, portos e navegação”.

0 ✎ Comentários :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...