Liminar proíbe lançamento de esgoto no rio Paraíba do Sul


O Tribunal Regional Federal (TRF-2ª) manteve a liminar que proíbe a Companhia Estadual de Águas e Esgotos (CEDAE) e o município de Itaocara de lançar esgoto no Rio Paraíba do Sul, sem tratamento. A decisão é da 7ª Turma Especializada que negou pedido da Companhia para cassar liminar.

O Ministério Público Federal (MPF) moveu Ação Civil Pública contra a CEDAE e o Município de Itaocara por conta dos lançamentos de efluentes, in natura no Meio Ambiente, sobretudo, no Rio Paraíba do Sul. A 1ª Instância concedeu à Empresa e ao Município o prazo de 3 meses para o cancelamento completo dessas atividades poluidoras.

A CEDAE alegou, em sua defesa, ser responsável tão somente pelo fornecimento de água, sendo o município de Itaocara o responsável pelo de esgotamento sanitário. No recurso, a empresa afirmou ainda que se fosse dela o serviço, cobraria por este uma tarifa, o que não aconteceu, na ótica Companhia. Solicitando, dessa forma, a sua retirada do processo como ré.

O relator do processo, Desembargador José Antonio Lisbôa Neiva, entendeu ser prematura a retirada de qualquer das partes, ainda mais quando o município de Itaocara confere à própria CEDAE a responsabilidade pela poluição. Segundo o Parecer 130/2006 da Agência Nacional de Águas (ANA), citado pelo magistrado em seu voto, “(...) o art. 15 da Lei Estadual 2869/97, que dispõe sobre o serviço público de saneamento básico, determina que na hipótese de prestação de serviços de distribuição de água e de coleta e tratamento de esgoto sanitário, cujo objeto abranja também a produção de água e seja prestado pela mesma pessoa jurídica, será fixada tarifa única que corresponda à contraprestação pela totalidade dos serviços prestados(...) Nota-se, assim, que as notas fiscais relativas à conta de fornecimento de água não especificam se na cobrança está abrangido o serviço de tratamento de esgoto(...)”.

Com isso, a 7ª Turma Especializada do TRF2, entendendo se tratar de atividade agravante ao meio ambiente ecologicamente equilibrado e fazendo prevalecer o interesse público, manteve a decisão anterior que determinou a cessação da atividade nociva.

Proc. 2010.02.01.012825-7

FONTE: TRF-2ª Região

3 ✎ Comentários :

Anônimo disse...

Appreciate this post. Will try it out.

Here is my blog post - org.ar

Anônimo disse...

I’m not that much of a internet reader to be honest but your sites really
nice, keep it up! I'll go ahead and bookmark your website to come back down the road. Many thanks

my web blog coffee shops

Anônimo disse...

I seldom create responses, but i did a few searching and wound up
here "Liminar pro�be lan�amento de esgoto no rio Para�ba do Sul".
And I do have 2 questions for you if it's allright. Is it just me or does it give the impression like a few of the remarks come across as if they are written by brain dead visitors? :-P And, if you are posting on other online social sites, I'd like to follow anything new you
have to post. Would you make a list of all of your communal sites like your twitter feed, Facebook page or linkedin profile?


my webpage ... vintage Clothing

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...