O SUKINHO do NENÉM na BOCHECHA do TIGRÃO.


Por vezes penso que estou vivendo em outro mundo. Não consigo entender a insistência da imprensa regional em divulgar que o pedido de 'IMPEACHMENT' do prefeito Neto, de Volta Redonda, tenha sido rejeitado pela Câmara Municipal. Ontem, o que os vereadores votaram, e a presidência deturpou a interpretação do resultado, foi a proposta de abertura de uma Comissão Especial de Inquérito para avaliar suposta irregularidade administrativa do prefeito pelo não cumprimento de determinação judicial para realizar e praticar o PCCS do funcionalismo público.
Comissão Especial de Inquérito, em Volta Redonda e na absoluta maioria dos municípios brasileiros, destina-se a examinar irregularidades ou fato determinado que se inclua na competência municipal, e deve, para ser instituída, ter a aprovação da maioria absoluta da Câmara.
Maioria absoluta, segundo a nossa Constituição Federal, é o quórum equivalente ao primeiro número inteiro superior à metade do colegiado a que se referir e que pode ser requerido para conferir validade a determinado ato ou reunião.(CF, art. 47, 69 e 97; RICD, art. 56, § 2º e art. 183).Na Câmara de Volta Redonda, onde militam 21 vereadores, a metade representa 10,5, assim sendo, o primeiro número inteiro superior é 11. Portanto, bastariam onze votos para que a Comissão Especial de Inquérito fosse instituída regimentalmente, mas pasmem, houve DOZE votos favoráveis à abertura da Comissão, mesmo contra toda a bélica pressão exercida pelo Poder Executivo.
Numa tramoia torpe e vexatória, a presidente da Casa invocou o parecer de seu procurador jurídico, nomeado e subordinado a ela própria, que "estabeleceu" por analogia a Constituição Federal e as Casas Legislativas de Instância Superior, que para ser aprovado o pedido de "impeachment", seriam necessários dois terços de votos favoráveis. Ora, meu Deus, não era o "impeachment" do prefeito Neto que restava sendo votado. Tal fato, só aconteceria, se após os trabalhos investigativos da Comissão, fartamente substanciados por provas documentais e garantido o direito a ampla defesa e ao contraditório com a coleta e registro de depoimentos pertinentes, concluir-se que, de fato, a irregularidade era passível de cassação, e mesmo, assim, e só aí, seria necessária a conivência de dois terços dos vereadores componentes da Casa Legislativa.
Não consigo conceber a razão da imprensa estar compactuando com esse flagrante erro de interpretação. Creio que os vereadores descontentes com o desvio de leitura de suas vontades soberanas, poderão, se quiserem, conseguir com extrema facilidade um mandado de segurança que normatize a referida votação e faça valer os direitos constitucionais do Poder Legislativo Municipal.
Desde o início deste "imbroglio", declarei que não acreditava nos efeitos práticos legais da propositura, porém, hoje, resta-me obter as seguintes conclusões:
1) Nada será como antes. O prefeito Neto terá imensas dificuldades para gerir o município após esse golpe de ilegalidade.
2) Ficou translúcido, graças ao clamor popular durante esse embate, que Neto ganhou o último pleito por absoluta falta de confiança nos seus opositores, que não ofereceram candidaturas seguras e transparentes ao povo.
3) No seu íntimo, mesmo parcialmente vitorioso, Neto sente-se derrotado e combalido em suas convicções e jamais conseguirá manter um relacionamento sinceramente amistoso com os 12 vereadores que simplesmente colocaram-no em cheque.
4) Somente na CMVR, 9 é mais do que 12.
Para finalizar, relaciono os nomes dos doze vereadores que independente de suas motivações pessoais, desejaram que o prefeito oferecesse explicações democráticas ao povo de Volta Redonda e apesar de tudo, demonstraram que após muitos anos, o Poder Legislativo da Cidade do Aço é novamente independente:
JOSÉ AUGUSTO (PDT)
JORGINHO FUEDE (PTB)
PEDRO MAGALHÃES (PSDB)
PAULO BALTAZAR (PRB)
FRANCISCO CHAVES (DEM)
LUCIANO SOUZA, suplente do autor da proposição, MAURÍCIO BATISTA (PTN)
FRANCISCO NOVAES (PP)
PAULO CONRADO (PSD)
WILSEMAR CURTY (PSB)
WALMIR VITOR (PT)
ADÃO MOREIRA (PP)
EDSON QUINTO (PR)
Vejam que vários desses vereadores foram eleitos por legendas que apoiaram a campanha do prefeito Neto, jogando-se por terra a insinuação de que a oposição teria provocado um terceiro turno eleitoral.
Agora, vergonhosamente, nominamos os vereadores que pactuaram com o golpe promovido na Cidade do Aço:
AMÉRICA TEREZA (PMDB)
TIGRÃO (PMDB)
GENILSON SUKINHO (PSD)
JOSÉ JERÔNIMO TELES (PSC)
SIDNEU, O DINHO (PSC)
NILTON ALVES DE FARIA, O NENÉM (PCdoB)
JARI (PT)
FÁBIO DA SILVA, O BOCHECHA (PTB)
FERNANDO MARTINS (PSDC)
Que venha o BISNETO, pois o NETO cansou, mas basta o povo fechar o ZOINHO, que vão tentar emplacar o PAI....va.

http://julinhoesteves.blogspot.pt/2013/03/o-verdadeiro-golpe.html

10 ✎ Comentários :

Anônimo disse...

Este Julinho tem a maior quantidade de processos por ser mal pagador e por possivel crime no Rio de Janeiro veja a lista abaixo extraida hoje do site do TJ RJ, ainda preciso pesquisar na justiça federal e em outros Estados.


0000516-10.1994.8.19.0007 (1994.506.000434-4)
Autor: BANERJ BANCO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO S/A
Réu: JULIO CESAR FIALHO ESTEVES
Fase: Arquivamento
Comarca: Comarca de Barra Mansa
Serventia: Cartório da 2ª Vara Cível

0001693-55.1996.8.19.0066 (1996.546.010905-9)
Autor: DEBORAH STOCCO DOS SANTOS-EXECUCAO
Réu: JULIO CESAR FIALHO ESTEVES
Fase: Arquivamento
Comarca: Comarca de Volta Redonda
Serventia: Cartório da 2ª Vara Cível

0000272-88.1999.8.19.0045 (1999.045.000289-6)
Exequente: DEBORAH STOCCO DOS SANTOS
Executado: JULIO CESAR FIALHO ESTEVES
Fase: Arquivamento
Comarca: Comarca de Resende
Serventia: Cartório da 2ª Vara Cível

0003567-48.2002.8.19.0007 (2002.007.003935-9)
Autor: SOCIEDADE PROPAGADORA ESDEVA-COLEGIO VERBO DIVINO
Réu: JULIO CESAR FIALHO ESTEVES
Fase: Digitação de Documentos
Comarca: Comarca de Barra Mansa
Serventia: Cartório da 1ª Vara Cível

0024899-22.2012.8.19.0007
Autor: ERLEI OLIVEIRA ANDRADE
Réu: JULIO CESAR FIALHO ESTEVES
Fase: Juntada
Comarca: Comarca de Barra Mansa
Serventia: Cartório da 2ª Vara Cível

0003415-14.2013.8.19.0007
Embargante: JULIO CESAR FIALHO ESTEVES
Embargado: ERLEI OLIVEIRA ANDRADE
Fase: Vista ao Advogado
Comarca: Comarca de Barra Mansa
Serventia: Cartório da 2ª Vara Cível

0004424-02.1999.8.19.0007 (1999.506.003216-6)
Autor: IRACEMA CHIESSE DE ANDRADE ALBUQUERQUE
Réu: JULIO CESAR FIALHO ESTEVES e outro(s)...
Fase: Vista ao Advogado
Comarca: Comarca de Barra Mansa
Serventia: Cartório da 1ª Vara Cível


Comarca da Capital 2º Juizado Especial Criminal
Cartório do 2º Juizado Especial Criminal - Centro

Endereço: Av. Eramos Braga, 115 Lâmina II - 505/506
Bairro: Centro
Cidade: Rio de Janeiro

Ofício de Registro: 2º Ofício de Registro de Distribuição
Ação: Carta Precatória

Assunto: Atos Processuais

Classe: Carta Precatória Criminal

Autor do Fato JULIO CESAR FIALHO ESTEVES


Este Sr tem um Cargo de Controlador da Camara de Barra Mansa. Vive na internet em seu Blog. Cade a Probidade? Quem é ele para criticar votos de vereadores e difamar como vem fazendo em seu Blog inclusive o prefeito Neto?

Anônimo disse...

Dizem que o presidente da Camara de Barra Mansa o Leiteiro e outros vereadores tem o rabo preso com o Julinho no esquema da eleição para presidente da Camara? Será? Que ele passa o dia na internet é so ver o Blog dele. Ainda faz servicinho paralelo para o prefeitinho Jonas Marins. E o cara ainda vem criticar voto de vereador eleito de Volta Redonda? Pietro vc nao se mistura com esse ai.

Anônimo disse...

ele vive promovendo garotinhas no Blog dele. Pau não tem, mas arruma para quem tem, especialmente os poderosos.


Cafetão oficial

Anônimo disse...

E o mensalão da Camara ??????

Anônimo disse...

Nossa agora que vi a ficha corrida do tal do Julinho esteves da Câmara de Barra Mansa. Publiquei comentário lugar errado. Quantos processos o Julinho da Camara tem? Estes processos contra o Julinho da Câmara não podem atrapalhar o cargo sem concurso dele de controlador financeiro, afinal são processos variados de execução. O cargo de controlador precisa de probidade? Será que ele é útil por qual habilidade e dote. Que eu saiba nem curso superior tem. Vergonha para Camara de Barra Mansa. Para os vereadores. Ai tem é só apertar.

Pietro Schimith disse...

Esse povo odeia mesmo o Julinho... putz

Anônimo disse...

Nenhum amigão dele durou muito tempo. O último chamado de irmão é esse aí de cima Erlei de Andrade. Experimenta se envolver com ele.

Anônimo disse...

Não é o povo que odeia, ele faz coisas que geram ódio. Ele ganha alto dinheiro do povo e leva padrão de vida alto trabalhando na câmara , se fosse em VR vc teria outra posição?

Anônimo disse...

Pietro vc está do lado do cara com essa ficha ai em cima? Confesso não estar entendendo vc. O Julinho é mais que odiado ele é um mal feitor. Os processos e atos dele falam por si. O cara ganha o mais alto salário da Câmara de Barra Mansa, um Marajá e fica o dia todo escrevendo um Blog. O cara baba conforme seus interesses economicos. Ele faz uma série de coisas proibidas para quem está no cargo onde ocupa. Procure conhecer o Sr Julinho, acho que você conhece só o Blog. Tenho certeza. A não ser que acende vela para o mesmo santo dele.

Anônimo disse...

Julinho é a pessoa mais cínica e hipócrita a qual conheci. Ele se tivesse vergonha não fazia criticas a ninguém. Vai vendo o tamanho do rabo dele.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...