QUEM DISSE QUE NO SUL FLUMINENSE NÃO TEM MÚSICA ALTERNATIVA?


Se você é daqueles que acha que o Sul Fluminense só produz cantores de churrascaria como Julinho Marassi e Gutemberg ou Guilherme e suas negas, vocês está enganado. Dá o play no vídeo abaixo e nós já conversamos.


Confira o release de Diego Linx sobre o trabalho:

(...)"No split 'Taxonomia', Araque Sanfona (Mario Fong) e Sasha Grey As Wife (Julio Vitor) flertam com alguns territórios da música, trazendo uma avalanche de energias, timbres e discursos. Destaque para a arte de Jéssica Fulganio que dialogou muito bem com a proposta apresentada neste trabalho. Araque Sanfona apresenta duas músicas contrastantes, seja pelo título (novela mexicana x Homem-Aranha), ou pelo clima (intensidade x serenidade), com guitarras marcantes e diálogos aparentemente independentes. 
Sasha Grey as Wife completa o split com uma única faixa que flui entre narrativas sóbrias e melodias taciturnas, com uma linha de baixo que se destaca por sobre os elementos eletrônicos."(...)

Parece confuso? Eu explico.



Araque Sanfona e Sasha Grey As Wife são as alcunhas de Mario Fong e Julio Vitor, dois roqueiros doidões de Volta Redonda que usam esses nomes para designar os seus trabalhos como "bandas de um homem só", tipo a Pitty, que é o nome da cantora e da banda ao mesmo tempo.

Bem alternativo neh?  Para fazer o Douwnload clique aqui: http://migre.me/mGbid

Esperamos que nossa região continue produzindo cada vez mais conteúdo alternativo, afinal essa juventude tem que transformar o uso de entorpecentes em algo produtivo, como era nos anos 70. #nostalgia #ficaadica #falonacara.

1 ✎ Comentários :

Mário Fong disse...

Eu tô emocionado, cara.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...