MANIFESTAÇÃO CONTRA O AUMENTO DA PASSAGEM DE ÔNIBUS EM BARRA MANSA - O QUE TEVE?

 Fotos: Kaio Costa
A manifestação contra o aumento da passagem em Barra Mansa foi realizada na segunda-feira (22/12/2014) no centro da cidade. Depois de duas plenárias realizadas sobre o ato, alguns objetivos e diretrizes foram traçados pelo coletivo presente, entre os mais importantes estavam a proposta de não existir líderes, de não existir vanguardismo [principalmente da pseudo-frente de luta popular de Barra Mansa que adora fazer acordos com os vereadores e prefeito], e a instauração de um fórum popular sobre mobilidade urbana. Além, claro, da revogação imediata do aumento da passagem.


A Frente Popular de Luta, descumprindo um acordo previamente estabelecido em reunião, foram com camisas de seu coletivo governamental e político, a maioria das pessoas independentes que ajudaram no ato já esperavam esse tipo de coisa, afinal, a tática de cooptação de massas é bem usada por esse movimento apoiado pelo PT, PCdoB e PMDB [todos de base governista].


Apesar de todas as apostas contrárias, o ato foi positivo. Ficamos das 10 horas da manhã até a noite coletando assinaturas e puxando palavras de ordem, não medimos esforços para os ataques: Sindpass, Jonas Marins e todos os vereadores que, como sempre, estão do lado dos empresários. Ao contrário dos jornais governistas que falaram sobre a manifestação, os objetivos foram cumpridos.


Conseguimos, em um dia, mais de duas mil assinaturas que serão encaminhadas para o poder executivo e legislativo da cidade, nesse abaixo assinado estavam inclusos a revogação imediata da passagem e a instauração de um fórum popular – com prioridade da sociedade civil, diferente das assembleias que o poder público vêm organizando, que parecem mais tribunais de defesas dos empresários, onde a sociedade civil não têm voz.


Durante a manifestação, nas ruas abaixo do centro, quatro jovens foram detidos pela polícia militar portando coquetel molotov e uma bandeira do Brasil. Provavelmente em uma leitura errada da manifestação. Importante lembrar que, nem criminalização e nem descriminalização desses jovens são suficientes para analise do caso. Eles não efetuaram o ato de “vandalismo” [“vandalismo” também pode ser debatido, afinal, não é vandalismo pagar três reias num transporte sucateado assim?]. Mas mais importante que isso, visto que os jovens foram liberados no mesmo dia, é lembrar que eles não pertenciam ao real objetivo da manifestação.


Por fim, ao contrário do que pensavam os bajuladores dos partidos dominantes na cidade, e seus “movimentos”, a manifestação foi suficiente no que se propôs a fazer. Outras plenárias serão realizadas com aqueles que já estão envolvidos e outros que ainda não para decidir os próximos passos. A luta está apenas começando.



1 ✎ Comentários :

Ursula Oliveira disse...

Infelizmente, a FPL vem sofrendo graves acusações por parte de ex integrantes do movimento, que de forma totalmente leviana nos acusam de "fazer acordos com prefeitos e vereadores" ou de "movimento politico e governista".
Diante disso, nos vimos no dever de esclarecer a população de Barra Mansa, nossos verdadeiros ideais.
A Frente Popular é composta por militantes de diversos partidos políticos e também por jovens sem NENHUMA ligação partidária, nossos membros possuem total liberdade ideológica e partidária. Mas não permitimos que nenhuma diretriz de qualquer partido interfira nas ações do grupo, pois o que nos une é o ideal de lutar por uma Barra Mansa melhor.
Reinternamos também que nenhum membro da FPL tem qualquer ligação empregatícia com a prefeitura ou com qualquer vereador desta cidade, diferente dos que nos acusam. Nosso coletivo é formado por estudantes, metalúrgicos, vendedores, músicos e etc. Que trabalham de forma digna e limpa para manter seu sustento. E que todas as reuniões que tivemos com o poder público foram apenas para apresentar nossas reivindicações, inclusive com a presença dos que hoje nos caluniam.
Também fomos acusados de tentar aparelhar a manifestação de ontem (22/12), pois UM membro da FPL que não esteve presente na reunião de organização, compareceu usando a camisa do movimento. Esclarecemos que todo o restante do grupo não portava qualquer faixa ou camisa que fizesse qualquer menção a FPL, pois nosso intuito sempre foi apenas colaborar com a causa.
Nos desculpamos pelo incidente, mas rechaçamos a forma com que algumas pessoas estão tentando usar o fato para descredibilizar a nossa presença.
Tal manifestação foi de iniciativa de jovens independentes e os membros da Frente Popular de Luta estiveram presente apenas por apoio a causa, que não possui dono, é de toda a população!
No mais, a FPL declara a todxs que CONTINUARÁ na luta por um transporte público de qualidade e que as medidas legais cabíveis serão tomadas contra os que tentam nos difamar e desmoralizar nosso movimento!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...